Notícias

Projetos da Pasta aprovados na EE. Adalberto Prado e Silva para o ano de 2012

Temas Transversais - Educação Ambiental
Título E.A - Biodiversidade, Sustentabilidade, Consumo Consciente e Consumismo
Professores Responsáveis: Rosana Faria/ Jane de Lurdes/ Samantha/Fabiana Dorigatti 
Coordenadora: Lúcia Ribeiro/Ivan Lima  

Foco Principal do Projeto

Ensino Fundamental -  Ciclo II         5ª Série/6º Ano, 6ª Série/7º Ano, 7ª Série/8º Ano, 8ª Série/9º Ano

Ensino Médio                                  1ª Série, 2ª Série, 3ª Série
 

 

O que motivou a elaborar o projeto.

Contemplar questões relacionadas ao meio em que o aluno está inserido de forma participativa sendo capaz de estabelecer relações, interagir, transformar, reelaborar e agir no meio em que vive e em outras realidades.
Diante disso, a escola realizará a Pesquisa Participante através de visitas a toda a comunidade escolar investigando suas preocupações, sonhos e anseios . Destacam-se as relacionadas com o caráter e dignidade, a importância da escola na formação do cidadão, sem esquecer, nunca, que o sustento vem da terra.
Portanto, sentiu-se a necessidade de mostrar que o equilíbrio da natureza é essencial para a vida na terra. Atualmente, a preocupação com a degradação do planeta ocupa atenção da sociedade local e mundial, onde a escola se engaja com os ambientalistas na busca de soluções para preservar o meio ambiente.
Partindo do princípio que a educação ambiental é um processo longo e contínuo, e mudar isso não é uma coisa fácil e que devemos primeiro mudar nossos hábitos e atitudes, uma vez que a mudança deve ser espontânea e vir de dentro para que ela possa de fato ocorrer. Muitas situações estão distantes fisicamente mas que influenciam na manutenção dos seres vivos. Por isso, a importância de pequenos atos em nossas casas e escolas.
A Educação Ambiental é muito mais do que conscientizar sobre o lixo, reciclagem e datas comemorativas, é trabalhar situações que possibilitem a comunidade escolar pensar propostas de intervenção na realidade que os cerca. Ela será o elo entre todas as disciplinas e preencherá uma lacuna na área da educação, que é a valorização da vida e, portanto, do meio ambiente. Geralmente, a criança desenvolve com mais sensibilidade o gosto e o amor pela natureza, já no adulto , muitas vezes, é preciso desenvolver o respeito.
“As pessoas cuidam do meio ambiente por duas razões apenas: por amor ou por temor. Vale dizer, algumas pessoas conservam a natureza porque gostam, porque acham bonito, independente para ela servir para alguma coisa. Elas conservam por razões puramente afetivas . Outras conservam porque já ouviram falar no desequilíbrio ecológico, porque tem medo de cortar a mata, assorear os rios, acabar com o oxigênio, a poluição dá doença, etc. Assim, basicamente nós temos um fator afetivo e um fator cognitivo, este depende do conhecimento. A preocupação maior de um educador ambientalista deve ser o de desenvolver no aluno esses dois fatores”.(OLIVEIRA, 1990,p.1)
Percebe-se, portanto, que a E.A. abrange todas as áreas. A cidadania tem fator fundamental para conscientização deste contexto global. Não é por falta de conhecimento que o meio ambiente é destruído, mas devido ao estágio de desenvolvimento existente nas relações sociais de nossa espécie. Ao desmatar, queimar, poluir, utilizar ou desperdiçar recursos naturais ou energéticos, cada ser humano está reproduzindo o que aprendeu ao longo da história e a cultura do seu povo. Portanto, este não é um ato isolado de um ou outro indivíduo, mas reflete as relações sociais e tecnológicas de sua sociedade.
Logo, precisamos desenvolver a valorização da vida, espontaneamente voltaremos a nos integrar com a natureza e consequentemente procuraremos preservar o meio ambiente, pois teremos uma noção clara de que tudo é integrado. Somos parte da natureza, porém, devido a inúmeros fatores, nos esquecemos disto.
Não adianta um aluno tirar nota dez nas provas e continuar atirando lixo nas ruas, pescar peixes fêmeas prontas para reproduzir, desperdiçar água e energia elétrica, desmatar ou realizar outro tipo de ação danosa, seja por não perceberem a extensão dessas ações ou por não se sentirem responsáveis pelo mundo em que vivem. Há a necessidade de conciliar a teoria com a prática no dia-a-dia, garantindo, assim, o futuro da humanidade.
O projeto Educação Ambiental faz-se necessário para colocar em prática no dia-a-dia, através de pequenos atos, que darão início as grandes transformações que devem ser assumidas por todos neste século XXI.


OBJETIVOS
I - Objetivos Geral

• Promover um ambiente de aprendizagem e de mudanças de comportamentos.
• Fortalecer discussões a respeito do meio ambiente, favorecendo a reflexão sobre a responsabilidade ética de nossa espécie e o próprio planeta como um todo, auxiliando para que a sociedade possua um ambiente sustentável, garantindo a vida no planeta.
• Articular possíveis soluções para a preservação do meio ambiente.

II- OBJETIVOS ESPECÍFICOS

a)Incentivar e promover o trabalho coletivo e a cooperação entre os alunos e os professores, entre a escola e a comunidade, para transformação humana e social, alcançando a preservação e a recuperação do ecossistema.
b)Possibilitar a construção da consciência ecológica para este mundo diferente e transformador, fazendo análises importantes tanto nos conteúdos programáticos como na prática relativa ao meio ambiente escolar.
c)Observar e analisar fatos e situações de todos os tipos de lixo do ponto de vista ambiental, de modo crítico, reconhecendo as necessidades e oportunidades de atuar de modo propositivo para garantir um meio ambiente saudável e a boa qualidade de vida.
d) Conscientizar o aluno para a necessidade de pensar no problema do lixo, nas formas de coleta e destino, na reciclagem, nos responsáveis pela produção e destino na escola, em casa e em espaços comuns, e que venha se tirar proveito e lucro da coleta e reciclagem, ao mesmo tempo, trazendo retorno para a escola e para o município. Sendo assim, buscar-se-á parcerias que envolvam empresas e setor público.
e)Perceber que o lixo pode ser uma fonte importante de recurso financeiro através da reciclagem.
f) Identificar o nível de dependência em relação a energia elétrica, buscando alternativas para a redução do consumo e outras fontes produtoras de energia.
g) Conscientizar sobre a importância da água para manter a vida no planeta, além de buscar meios para economizar e usá-la racionalmente.
h) Criar uma consciência sobre a necessidade de diminuir e buscar formas para solucionar a poluição do ar, da água, do solo, sonora e visual.
i) Possibilitar a comunidade escolar o acesso a áreas verdes preservadas.
j) Capacitar os alunos para plantar, preservar e recuperar áreas verdes na escola e comunidade, visando formar cidadãos que interagem e participem de forma ativa na recuperação do meio ambiente.
l) Recuperar uma parte do terreno da escola para criar um jardim onde os alunos possam fazer rodas de leitura e uma horta, servindo para efetivar na prática as ações da E.A.
m) Participar de ações sociais que resgatem valores humanos como respeito pela vida, responsabilidade, solidariedade, amizade e ética.

Espera-se que durante o desenvolvimento da prática pedagógica aplicada a educação ambiental:
- a relativa mudança de comportamento dos educandos na comunidade escolar;
- o exercício da cidadania, solidariedade e cooperação entre escola e comunidade;
 

 

Categoria Currículo - Arte/Matemática
Título Natureza geometria e arte

 

Professor Responsável Edwirges Thiago/Fabiana Dorigatti/ Mariana Laura
Foco Principal do Projeto
Coordenadora: Lúcia Ribeiro/Ivan Lima
Ciclo II
5ª Série/6º Ano, 6ª Série/7º Ano, 7ª Série/8º Ano, 8ª Série/9º Ano
Arte


Ensino Médio
1ª Série, 2ª Série, 3ª Série
Arte

 

O que motivou a elaborar o projeto.

O estudo de Arte e de Matemática são ferramentas aliadas para o ensino da geometria espacial e plana na escola. Aliados, eles podem auxiliar na conscientização da preservação do patrimônio público escolar, bem como contribuir diretamente para um melhor uso do mesmo.
É preciso descobrir um novo modo de se trabalhar nas aulas que envolvam Geometria, bem como elaborar atividades que explorem as formas geométricas, como forma de propiciar a interação e aperfeiçoar a criatividade dos alunos.
É muito importante aliar o estudo de Geometria à softwares educacionais, como o Cabri Géomètre II, dentre outros, pelo fato de os mesmos auxiliarem em atividades onde se prioriza a construção de conceitos, não apenas a identificação e a conceituação das figuras geométricas de modo estático. Nosso propósito é que a Geometria seja analisada sob um olhar mais dinâmico na sala de aula e que a relação entre Arte e Matemática seja um modo de despertar a criatividade dos alunos, tendo em vista que em obras artísticas, é comum encontrarmos um grande número de formas geométricas, que muitas vezes, podem parecer confusas e sem sentido aos olhos dos alunos.
Cabe ressaltar o fato de que a Geometria, ensinada a partir do estudo das pavimentações e da obtenção de padrões explorados com sabedoria em variadas atividades, enriquece o potencial de conhecimentos, tanto dos alunos como dos professores, constituindo-se numa prazerosa fonte de aprendizagem.
(FAINGUELERNT, 1999, p. 79)




OBJETIVOS
Relacionar concretamente o que se pretende atingir com vistas à justificativa proposta.

Tem- se como objetivos:
- Sensibilizar e desenvolver o olhar para a natureza como objeto de pesquisa artística.
- Investigar a potência da natureza como objeto de expressão artística
- Estudar conceitos de Geometria Plana e espacial.
- Contribuir para a Conscientização do uso correto e preservação do Patrimônio Público por parte dos alunos;
- Relacionar natureza com a arte e geometria, pesquisando novas formas de estudar geometria através de formas encontradas na natureza .


 

 

Categoria Currículo - Sociologia
Título Flasko: O direito ao trabalho e as lutas sociais

 

 

Professor responsável Bruna Gonçalves Borrego
Foco Principal do Projeto


Coordenador Responsável: Ivan Lima

Ensino Médio
2ª Série, 3ª Série

 

 

 

O que motivou a elaborar o projeto.

As disciplinas de Sociologia e Filosofia tem como objetivo tornar os alunos críticos e ativos com relação a sua realidade, proporcionando aos mesmos capacidade de reflexão e argumentação.
A temática que se pretende abordar neste projeto - O trabalho, as lutas sociais e a participação política - é contemplada no Currículo do Estado de São Paulo - Sociologia, no 2º Ano - 3º Bimestre e no 3º Ano - 2º Bimestre .
No Currículo de Filosofia a temática "participação política" é trabalhada também no 3º Ano - 2º Bimestre, e serve como embasamento para a discussão de uma gama variada de assuntos.
A escolha da fábrica Flasko se deve ao motivo da mesma ser liderada pelos trabalhadores, com uma divisão do trabalho e formas de relação na qual não há a figura de um patrão, mas sim os trabalhadores organizados em cooperativa, tomando as decisões em assembleias.
Isso possibilita a reflexão da questão do emprego / desemprego na sociedade bem como a importância da participação política e dos movimentos sociais, como o operário e o sindical.



OBJETIVOS

Os alunos vão adquirir conhecimento de uma realidade trabalhista diferenciada; vivenciar o cotidiano de uma fábrica; irão ter contato com o movimento operário e sindical e refletir sobre os mesmos; poder compreender como se dá a questão da participação política dentro destes movimentos.
Soma-se a isso que os alunos poderão ampliar suas habilidades artísticas com a realização do projeto, pois dentro da fábrica há uma oficina de Hq´s.

 

 

 

Categoria Currículo
Título Matemateca: ambiente multidisciplinar

 

Professora Responsável Sandra Regina Aguiar Garcia

Foco Principal do Projeto


Coordenador Responsável: Ivan Lima e Lúcia Ribeiro

 
 Ensino Fundamental - Ciclo II - 6º/7º/8º9º ano
 Ensino Médio
1ª Série, 3ª Série

 

O que motivou a elaborar o projeto.


O baixo rendimento nas aulas de matemática mostra que é necessário alterar os procedimentos pedagógicos para inverter os resultados. Há uma gama enorme de jogos e objetos concretos relacionados com conteúdos matemáticos que podem ser utilizados neste propósito inclusive envolvendo outras disciplinas, como física, química e geografia.

De acordo com a avaliação do Saresp - 2011, os alunos das 6ª e 8ª séries do Ensino Fundamental e o 3º ano do Médio desta UE apresentaram respectivamente 36,5 , 40,2 e 48 % de seu desempenho como “Abaixo do Básico”.

Como se apresenta as situações de aprendizagem de matemática nas instituições públicas?
Diante dos baixos resultados apresentados a prática pedagógica nas aulas de matemática deve ser reformulada tornando o processo de ensino-aprendizagem eficaz. Sistematizar as informações obtidas através de relatos e questionários em algumas situações de aprendizagem torna viável a análise do processo e possibilita intervenções possíveis.

 

 

OBJETIVOS
Este projeto busca instigar a curiosidade e desejo de aprender, construção da linguagem Matemática pelo uso de objetos concretos, sistematização de conceitos utilizando jogos, e softwares. Integrar as disciplinas, investigar e intervir em situações problemas. Apresentar os trabalhos e experimentos para a comunidade escolar em uma “Feira Cultural”
Como Objetivo específico também se busca:
- Analisar o plano cartesiano;
- Analisar e interpretar gráficos;
- Identificar e classificar funções afim, quadrática, exponencial e logarítmica;
- Associar os termos da função e o gráfico correspondente;
- Associar a função e seu gráfico;
- Enfrentar e resolver situações-problema envolvendo funções;
- Melhorar o processo de ensino-aprendizagem de análise do plano cartesiano e funções;
- Trabalhar em conjunto com as disciplinas de Física, Geografia e Língua Portuguesa, relacionando conteúdos, competências e habilidades, como o relacionamento entre linguagens verbais e não-verbais, a transmissão de conteúdos que revelem posicionamento crítico e social, além de buscar estratégias de leitura e produção de textos expositivos.

 

Categoria Currículo
Título Tratamento de Resíduos Químicos e Práticas de Ensino-Aprendizagem na Escola

 

Professores Responsáveis:

Coordenadores Responsáveis:

Auandro Ferreira e Tamara Bernardes

Ivan Lima e Lúcia Ribeiro

 

O que motivou a elaborar o projeto.

Um dos maiores desafios da escola é estabelecer práticas pedagógicas que auxiliem não apenas no aprendizado, no sentido epistemológico, mas também em problemas relacionados à aquisição do conhecimento.
A falta de atenção e o desinteresse, comumente observados dentro da sala de aula, são muitas vezes reflexos de práticas educacionais que pouco desafiam a criatividade e senso crítico do aluno, por não carregarem valores significativos em seu cotidiano enquanto cidadão.
O resultado imediato desse quadro pode ser quantificado em indicadores de desenvolvimento escolar, bem como na taxa de evasão, problema comumente enfrentado pelas gestões de escolas públicas no Brasil. SARESP, IDESP, ENEM, SAEB, taxa de evasão/retenção, reforço/recuperação, avaliação bimestral, dentre outros, são ferramentas que quantificam e validam tais afirmações.
Por outro lado temos a questão dos resíduos quimicos gerados em escolas públicas que não possuem destinação adequada, nem políticas para descarte correto dos mesmos.Muitas vezes alguns desses resíduos são reagentes vencidos, herança de antigos cursos técnicos que foram extintos, cuja natureza é impossível de rastrear, o que torna o quadro ainda mais alarmante. Não apenas no aluno, mas também no educador deve ser construído uma cultura de que a Química como ciência experimental, apresenta inúmeras implicações ambientais, e que estas podem culminar em consequências que envolvem aspectos de saúde publica. Desenvolver técnicas e praticas pedagógicas que promovam o uso consciente de tais produtos é fundamental para o bem estar da comunidade, muito alem da escola.
Nesse sentido, o presente projeto tem a finalidade de combater tal quadro através da apresentação da química como ciência experimental, mas acima de tudo cotidiana, criando no educando uma nova visão, que conceba o estudo da química em sua essência natural como conhecimento útil no exercício da cidadania de modo geral. Em consonância a este projeto, observa-se, por exemplo, que o uso adequado de medicamentos, os efeitos negativos das drogas e a conscientização ambiental são temas previstos pelo currículo unificado do estado de São Paulo, trabalhando as transformações existentes na natureza e no sistema produtivo e concebendo a química como “instrumento de formação humana, ampliando os horizontes culturais do individuo no exercício da cidadania”


OBJETIVOS
Relacionar concretamente o que se pretende atingir com vistas à justificativa proposta.

O objetivo deste é trabalhar com os alunos através do ensino da química como ciência do cotidiano, abordada através de atividades experimentais.
Segundo as habilidades e competências previstas pelo currículo, o trabalho pode ser desenvolvido em qualquer série do Ensino Médio e algumas do Fundamental II. No entanto, o foco será no trabalho com os alunos do ensino médio, especificamente do primeiro ano, cuja transição do amplo currículo de ciência para o estudo individualizado das disciplinas confere maior dificuldade de assimilação e aceitação a esses alunos, que passam do ensino fundamental para o médio. Pretende-se desenvolver e incentivar o interesse no conhecimento científico, apresentando-o de maneira palpável e intrigante. A interdisciplinaridade é notada pela interlocução entre as áreas de Biologia, Física, Matemática e, naturalmente, Química.

===============================================================================================================================

Está acontecendo no EE. Adalberto Prado e Silva

===============================================================================================================================

O projeto abaixo de acordo CRONOGRAMA DO PROJETO INTERDISCIPLINAR - Gravidez na Adolescência.doc (59 kB) . 

Dê um click para seguir o link e fazer o Dowload do cronograma

Categoria Temas Transversais - Educação e Saúde
Título

Prevenção também se ensina - Educação Sexual/ Gravidez na Adolescência/DST/AIDS

Professor Responsável Flávia Andréia Pires Belussi/Rosana Faria
Coordenadores Responsáveis: Lúcia Ribeiro 

 

Foco Principal do Projeto:
 
Ensino Fundamental Ciclo II - 9º Ano 
Ensino Médio: 1º Ano do Ensino Médio

   Disciplinas envolvidas:  Biologia/ Ciências/Geografia/História/Arte/Inglês/Matemática/Ed. Física/Sociologia/Filosofia

 

O que motivou a elaborar o projeto.

O processo ensino aprendizagem visa a formação integral do indivíduo. Por isso os aspectos de âmbito físico, cognitivo, social, mental e moral devem ser contemplados a receberem tratamento especial e individualizado.
Oferecer a todos os educandos da rede estadual de ensino, informações necessárias que possibilitem o desenvolvimento de atitudes de caráter preventivo, utilizando as diferentes formas de registro e expressão como forma de ressaltar as temática propostos neste projeto como tema transversal de trabalho pedagógico.
O número de adolescentes que engravidam aumenta progressivamente e em idades cada vez mais precoces entre 12,5 a 13,5 anos de idade .
A gravidez indesejada a sexualidade e as DSTS é atualmente vista como um problema de saúde pública, sendo a escola o local privilegiado de implementação de políticas públicas que promovam a saúde de crianças e adolescentes.
A respeito dessa questão os PCN (1997) afirmam que a partir de meados de 80 a demanda de trabalhos realizados nas escolas nessa área aumentaram devido a preocupação dos educadores com o grande crescimento de gravidez indesejada entre as adolescentes e com risco de contaminação e propagação do HIV, vírus da AIDS entre os jovens. “ Um dos principais problemas enfrentados pelos jovens nos dias atuais estão relacionados à sexualidade em especial a gravidez indesejada na adolescência, fato esse que implica na evasão escolar de muitas alunas adolescentes.”
Tal fato demonstra a falha tanto da escola que não foi capaz de fornecer orientação sexual precisa de modo a evitar que esse fato se repetisse diversas vezes na U.E; como também demonstra a incompetência da família e da sociedade como um todo em prover sólidos valores morais e éticos e em conscientizar-lhes acerca da própria sexualidade e das implicações, cuidados, normas, atitudes e comportamentos salutares que o indivíduo deve adotar a fim de preservar seu bem estar.
De maneiras diversas as pessoas exercem formas de controle uns sobre os outros, bem como escapam e resistem a este poder. O dispositivo da sexualidade perpassa os espaços escolares, instaura regras e normas, estabelecem mudanças no modo pelo quais os indivíduos dão sentido e valor a sua conduta, desejos, prazeres, sentimentos e sonhos.
Saber lidar de modo sábio com toda essa situação é de suma importância para se elevar uma vida mais feliz e satisfatória
A escola assume muitas vezes esse papel importante ao fornecer informações e orientações confiáveis e precisas sobre orientação sexual, prevenção as DSTS( Doenças Sexualmente Transmissíveis), principalmente a AIDS, de modo que o educando possa fazer escolhas sábias e acertadas nessa questão.
Combater as doenças, o preconceito e o medo é tarefa de todos .


OBJETIVOS
Relacionar concretamente o que se pretende atingir com vistas à justificativa proposta.

Informar, propiciando meios para que haja respeito à diversidade de valores, crenças e comportamentos existentes e relativos à sexualidade, desde que garantida a dignidade do ser humano.
Refletir e educar através de práticas pedagógicas voltadas para a mudança de hábitos adequados à saúde e a qualidade de vida, visando dessa forma evitar uma gravidez indesejada na adolescência e de contrair uma DST(Doença Sexualmente Transmissível).
Conscientizar, oferecendo critérios para o discernimento e adoção de comportamentos de forma responsável no exercício da sua sexualidade e ainda oportunizar discussões, esclarecimentos e reflexões acerca do aborto, doenças sexualmente transmissíveis (DST), principalmente da AIDS (Síndrome da Imunodeficiência adquirida)
Formar alunos conscientes acerca da sua própria sexualidade, fornecendo-lhes informações que promovam seu bem-estar físico, mental e moral.
Despertar o interesse pela pesquisa e pelo trabalho em grupo
Promover a socialização e o exercício da cidadania entre os educandos, escola e comunidade escolar.
* Trabalhar com TIC - Tecnologia de Informação e Comunicação e de demais softwares para pesquisa e socialização de conhecimentos obtidos acerca da Gravidez na Adolescência / Métodos Contraceptivos//DST (AIDS);
*Oportunizar discussões e reflexões (presenciais e virtuais) acerca dos problemas causados pela gravidez indesejada na adolescência;


 

PROCEDIMENTOS
Descrever como vai executar o projeto.

1. Sensibilização: através das diversas dinâmicas;

2. Debates através da leitura de texto retirados da revista FALA GAROTO/FALA GAROTA e das dinâmicas acerca de como podemos relacioná-la as relações que estabelecemos e mantemos em nossas vidas;

3. Canto e análise das música: Amor e Sexo da Rita Lee; Xote das meninas de Luiz Gonzaga, e Não vou me adaptar de Arnaldo Antunes, ressaltando a questão inerente do ser humano de namorar, se relacionar afetivamente e das conseqüências: benefícios e maléficos que isso pode representar na vida do adolescente e jovem;

4. Enquêtes / Quiz

5. Leituras diversas de: textos, artigos, imagens, filmes (Juno) e do documentário “Meninas” de Sandra Werneck que tratam do tema;

6. Construção de fóruns de discussões no Blog: http://oxdosexoedasexualidade.blogspot.com
7.Produção textual, gráficos, cartazes; Mural, revista em quadrinhos, jogos educativos;

8. Pesquisas bibliografias dirigidas, pesquisas de campo e na Internet;

9. Entrevistas e relatório dessas; Depoimentos

10. Trabalho em grupo com apresentação oral dos resultados obtidos com o mesmo;

11. Elaboração de questões;

12. Dramatização do romance: Pai? Eu?!!
13. Criação de Peças de Teatro das Dinâmicas – Continuar a história e Análise de Caso com os temas: Grávida? Eu?
AIDS? Eu?
Drogas? Eu?

13. Socialização das conclusões dos trabalhos apresentados em debates em sala de aula, e no blog criado para essa finalidade.
http://oxdosexoedasexualidade.blogspot.com